Ler é um prazer

01 de outubro de 2019 \\ O Bispo

Nesta semana, acontece, na Praça Padre Ovídio,  em Feira de Santana, a  Feira do Livro. Pretende

destacar a importância da leitura, popularizar o livro, escritores e artistas, fomentar a formação de

leitores e oportunizar uma visão mais crítica da sociedade. É um evento para todos.


A FEIRA do Livro – Festival Literário e Cultural de Feira de Santana – FLIFS -  nasceu da

necessidade de despertar dirigentes de instâncias públicas, privadas e filantrópicas para a

importância de implementar políticas públicas do livro e da leitura na sociedade, e assim

possibilitar o acesso de pessoas das diversas esferas sociais ao universo da leitura e das realizações

culturais.


O GRANDE perigo, hoje, é ver crianças, adolescentes e jovens “seqüestrados” intelectualmente pela

internet. Por isso, é difícil formar leitores porque é mais fácil ficar navegando nas redes sociais. Os

defensores da informática dizem que o verdadeiro analfabeto é o desconectado. Em  parte isso é

real. Mas, é bom lembrar que a verdadeira cultura ainda depende dos livros.  Todos temos um papel

muito importante na formação do hábito da leitura. Ler é fundamental para conhecer o mundo da

cultura e saber escrever.


É PRECISO ler sempre. Se queremos que os filhos leiam, os pais tenham o hábito da leitura. Se

queremos que os alunos leiam, os professores demonstrem conhecimentos novos e críticos a partir

da leitura. Portanto, a leitura não é uma obrigação impositiva dos pais para os filhos e dos

professores para os alunos.  É um incentivo prazeroso, uma busca contínua, uma conquista

permanente. Ler deve ser é um prazer.


PARA justificar a importância da leitura veja o que afirmam algumas personalidades: “Mostre-me

uma família de leitores e lhe mostrarei o povo que dirigirá o mundo” (Napoleão Bonaparte (1769-

1821). “Ler é crescer, acreditar  e modificar. Leia mais para ser mais”  (Huberto Rohden (1893-

1981). “Meus filhos terão computadores,  mas antes terão livros. Sem livros e leitura, nossos filhos

serão incapazes de escrever” (Bill Gates o criador da Microsoft). “Um país se faz com homens e

livros” (Monteiro Lobato (1882-1948).


NESTA semana, milhares de livros estão disponíveis na Feira do Livro, oferecendo maravilhosos

tesouros. Assim como vamos às feiras de frutas e hortaliças, busquemos, na Praça Padre Ovídio,

sacolas e cestos de livros. “Bendito aquele que semeia livros, à mão cheia e manda o povo pensar”

(Castro Alves).

O Bispo