• Otto reclama de promulgação de PEC e critica 'sintonia' do DEM com Bolsonaro

Otto reclama de promulgação de PEC e critica 'sintonia' do DEM com Bolsonaro

01 de outubro de 2019 \\ Política

O senador Otto Alencar (PSD) reclamou, nesta terça-feira (1º), da promulgação da PEC da Cessão Onerosa só com a parte que autoriza o leilão do pré-sal, deixando de fora estados e municípios na partilha. O baiano criticou o DEM e disse que o partido do prefeito ACM Neto e o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) "jogam muito sintonizados".

Neto tem dito que a sua sigla tem postura independente do governo Bolsonaro. Otto não gostou do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), promulgar a PEC sem consultar os senadores o que dificulta o repasse de recursos para os estados e municípios.

"O Davi, Rodrigo Maia [presidente da Câmara dos Deputados], Paulo Guedes [ministro da Economia], Bolsonaro são uma figura só. Estão sintonizados. Tomam decisões colegiadas. Por mais que queiram descolocar, o Democratas está sintonizado", declarou Otto, em entrevista ao Bahia Notícias. 

O senador afirmou que "esperava pelo menos" que Alcomlubre desse "mais satisfação a respeito dos atos". "Falei com ele da minha insatisfação. Sempre a promulgação de PEC tem sessão solene. Desta vez, não teve. Ele ficou sem explicação", ressaltou.

Otto reclamou ainda do sistema bicameral brasileiro. O texto foi aprovado no Senado da mesma forma que chegou da Câmara. Para o baiano, o Senado não tem prestado o papel da Casa Legislativa revisora.

"Esse sistema bicameral vai detonar o Brasil porque vai ficar no pingue-pongue. Muda e volta para lá. O Senado é Casa revisora, mas não resolve porque volta para Câmara", afirmou, ao defender que a decisão da Câmara Alta do Congresso seja definitiva. 

Fonte: BN

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE