"O PSL na Bahia não está suspenso", afirma Dayane Pimentel

11 de março de 2019 \\ Política

A gestão do PSL na Bahia, sob o comando da atual presidente, a deputada federal Professora Dayane Pimentel, que assumiu a sigla em 2018, teve suas contas aprovadas, dando à sigla condições de executar as funções legais, inclusive, empossou 11 diretórios municipais na tarde deste sábado, 9. A “suspensão” divulgada na imprensa neste domingo, 10, foi veiculada em outubro de 2018, após a Justiça Eleitoral solicitar as contas referentes ao ano de 2017, período em que o partido foi presidido pelo deputado federal Marcelo Nilo, hoje no PSB, que foram apresentadas pela atual gestão e está aguardando julgamento. No entanto, as funções partidárias estão acontecendo normalmente. Para a deputada Dayane Pimentel as notícias foram requentadas por grupos políticos que tentam descredibilizar o PSL. “Esse problema com o partido na Bahia ocorre desde 2014, quando a administração não era minha. As contas solicitadas foram apresentadas, o processo está em trâmite no TRE e o nosso jurídico está resolvendo. Mesmo não sendo nossa culpa, nossa função é resolver e já estamos fazendo. Não tem absolutamente nada a ver com a minha gestão que teve as contas todas aprovadas das eleições de 2018 e, por este motivo, o PSL não está suspenso". O advogado Vinícius Teles informou que a suspensão é referente somente a repasse. "Não se trata de um problema grave, estamos resolvendo as contas de um exercício que não estava sob a competência da deputada Dayane Pimentel. A suspensão deixa de vigorar a partir do momento que as contas são protocoladas. Já fizemos isso e agora é só aguardar o julgamento do Tribunal Regional Eleitoral", explicou Teles. Fonte: Ascom / Silvio Tito

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE