• Rio Paraguaçu terá carta de navegação

Rio Paraguaçu terá carta de navegação

03 de outubro de 2020 \\ Geral

Desbravar as belezas do Rio Paraguaçu ficará mais fácil a partir de uma rota de navegação, que será implementada entre a localidade de Barra do Paraguaçu e o município de Cachoeira. Para viabilizar o projeto, o secretário de Turismo do Estado, Fausto Franco, assinou o protocolo de intenções neste sábado (3), que prevê uma rota náutica mais segura para os navegadores e também para aqueles que quiserem conhecer  esta região cheia de belezas,  história, cultura  e tradição.


O secretário Fausto Franco explica que a iniciativa faz parte das ações do Prodetur Nacional Bahia que, além das obras estruturais, a exemplo da construção do terminal turístico de Cachoeira, visa também o desenvolvimento do Turismo Sustentável na Baía de Todos-os-Santos. “Nosso objetivo é a construção de uma rota navegável que permita chegar a Cachoeira com mais segurança, observando aspectos como condições de maré, profundidade e calados de embarcações”, afirma Fausto Franco.


Ele acrescenta que este estudo é muito importante, considerado a difícil navegabilidade do rio, principalmente para barcos de calado mais profundo, por causa do assoreamento do rio após a construção da Barragem de Pedra do Cavalo.


A navegação pelo Rio Paraguaçu até Cachoeira está prevista no projeto de roteirização náutica da Baía de Todos-os-Santos pelo Prodetur, desenvolvido pela Secretaria de Turismo do Estado.


Os dados levantados pelo estudo de georreferenciamento de latitudes e longitudes nas margens do rio, indicando a situação de profundidade e risco, serão imprescindíveis para facilitar a navegação. Com a apresentação cartográfica será traçado o trajeto geral da rota e as condições para seu uso correto.


Na oportunidade, José Raimundo Zacarias, da empresa Oceanus Náutica, fez uma palestra sobre a 'Economia Náutica', mostrando as diversas possibilidades do setor. Ele ressaltou que, além do turismo, tem as várias funções que o segmento agrega como a fabricação e manutenção de barcos, manutenção das marinas, atracadouros, serviços de aluguel das vagas para os barcos e toda a economia que gira ao entorno do setor. Ele acrescenta que o Estado tem um potencial náutico que não é utilizado, mas acredita que as obras do Prodetur contribuirão efetivamente para potencializar a economia náutica, sobretudo da Baía de Todos-os- Santos.



Rio Paraguaçu


Com 600 quilômetros de curso, o Rio Paraguaçu já foi a principal via de transporte e comunicação de toda a região. O rio nasce no  município de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, segue em direção norte pelos municípios de Ibicoara, Mucugê e Andaraí e muda de direção para oeste e leste, atravessando o município de Cachoeira  e desembocando na Baía de Todos-os-Santos, entre Maragogipe e Saubara.

“É um rio de grande importância para o turismo, margeado por belezas naturais e um rico acervo arquitetônico”, diz o secretário Fausto Franco.


Prodetur Nacional Bahia


O Prodetur Nacional Bahia fará 12 intervenções náuticas e uma cultural, que é a recuperação do Museu Wanderley Pinho, beneficiando 18 municípios do entorno da Baía de Todos-os-Santos. O conjunto de obras compreender: a Marina de Itaparica, terminal turístico de Botelho, atracadouro e restaurante do Solar do Unhão, atracadouro do museu Wanderley Pinho, base náutica de Salinas da Margarida, terminal turístico de Cacha Pregos, Jaguaripe,Mutá, Bom Jesus dos passos e a base náutica da Marina da Penha. Ao todo, o Prodetur Nacional Bahia vai investir cera de R$ 400 milhões, incluindo ainda projetos sociais e de sinalização.



Fonte: Ascom/ Setur

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE