• Mais de 10 empreendimentos da agricultura familiar baiana ofertam produtos por delivery

Mais de 10 empreendimentos da agricultura familiar baiana ofertam produtos por delivery

26 de junho de 2020 \\ Geral

Consumidores baianos, de municípios como Salvador, Itabuna, Ilhéus, Irecê, Monte Santo, Juazeiro e Ribeira do Pombal, entre outros, contam com o catálogo Delivery da Agricultura Familiar, atualizado, com os produtos da agricultura familiar disponíveis para o serviço de entrega e o nome das organizações produtivas e seus contatos. São dezenas de produtos de qualidade reconhecida, que chegam à mesa das famílias vindos diretamente de quem produz.


O catálogo Delivery da Agricultura Familiar, iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) está disponível no site: www.sdr.ba.gov.br, e é uma das inúmeras ações voltadas para o apoio a esses empreendimentos, especialmente neste período de pandemia do novo coronavírus, quando os empreendimentos da agricultura familiar estão se adaptando às novas tendências do mercado que incluem também o consumo de alimentos.


Azeite de licuri, cafés especiais, castanhas de caju selecionadas, derivados de milho não transgênico, geleias e doces de sabores típicos do Semiárido, cervejas de licuri, umbu e maracujá da Caatinga, cortes especiais de cordeiro, carnes de caprinos e ovinos, morangos, chocolates especiais e sem lactose, além de produtos in natura, produzidos de forma orgânica ou agroecológica, são os produtos já inseridos nesse novo formato de comercialização.


O Governo do Estado, por meio da SDR, vem realizando ações voltadas para o apoio às organizações produtivas da agricultura familiar baiana e o incentivo à produção de alimentos saudáveis. Dentre elas, o edital emergencial do Bahia Produtiva, projeto da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), cofinanciado pelo Governo do Estado e o Banco Mundial.


O edital 15, como também é conhecido, busca a Segurança Alimentar e Nutricional e tem o objetivo de apoiar 10 mil famílias de agricultores familiares. São R$15 milhões destinados à produção de alimentos como hortaliças, frutas, raízes, tubérculos e plantas alimentícias não convencionais (PANC). A meta é financiar 300 propostas, cada uma no valor de até R$ 50 mil. O prazo para as inscrições no edital foi prorrogado para o dia 30 de junho.



Fonte: Ascom/ SDR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE