• Produção Agroecológica aumenta renda de agricultores familiares de Santanópolis

Produção Agroecológica aumenta renda de agricultores familiares de Santanópolis

16 de junho de 2020 \\ Geral

A implantação do sistema de Produção Agroecológica Integrada Sustentável (Pais) transformou a realidade de 30 famílias das comunidades rurais ligadas à União das Associações Comunitárias Urbanas e Rurais do município de Santanópolis (Unisan), localizada no Território do Portal do Sertão.

O sistema Pais, implantado pelo Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, adequou a produção local a um sistema integrado, que aprimorou técnicas locais de produção de hortaliças e criação de pequenos animais da comunidade, adotando princípios da agroecologia. A iniciativa preserva os recursos naturais, principalmente o solo e a água, minimizando o uso de insumos externos, sem perder a capacidade de produzir alimentos diversificados para consumo das famílias e para a venda do excedente.

A experiência já mostra resultado na vida e na renda de famílias como a da agricultora Juliana Costa Alves, da comunidade de Sítio Ceilão, que cultiva plantas ornamentais, medicinais e hortaliças, e cria pequenos animais, como galinhas, patos e codornas: “Minha propriedade mudou muito com a ajuda desse projeto, que está sendo muito importante na minha vida, no trabalho, na venda dos produtos, no conhecimento da minha área. O sistema Pais está a coisa mais linda. Dá gosto de ver”.

O agricultor Pedro Paulo Pinheiro, da comunidade de Jurema dos Milagres, também cultiva uma variedade de hortaliças, como alface, cebolinha e coentro, além de verduras e legumes: “Usamos muita coisa pra comida do dia a dia e o restante estou vendendo pra ajudar na nossa renda”.

As famílias ainda foram beneficiadas com Quintais Agroflorestais, uma alternativa viável para unir preservação ambiental, cultural e a sustentabilidade dos agroecossistemas.

No total, estão sendo investidos R$ 331,8 mil, por meio do edital Socioambiental do Bahia Produtiva, nas comunidades ligadas à Unisan. Está prevista também a entrega de 20 barracas de feira livre desmontáveis, proporcionando maior higiene na comercialização dos produtos ofertados e a padronização dos estabelecimentos.

O Agente Comunitário Rural Geilson Bispo Cerqueira destaca que com o projeto os agricultores familiares passaram a ter assessoria: “O aparato impulsionou a produção de horticultura, criação de aves e agregou valor à produção. As famílias conseguiram manter a sua independência alimentar e, consequentemente, uma vida pautada na alimentação saudável e com uma vontade de possuir renda fixa, já que a intenção é ter uma melhora na alimentação e fazer a venda do excedente da produção”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial.

Fonte: Ascom/ SDR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE