• Empresas de Feira de Santana devem gerar média de 400 empregos temporários, informa Casa do Trabalhador

Empresas de Feira de Santana devem gerar média de 400 empregos temporários, informa Casa do Trabalhador

31 de outubro de 2019 \\ Geral

As contratações para as vagas de emprego já começara na Casa do Trabalhador em Feira de Santana. Segundo o diretor Arlindo Marques, o ritmo ainda é lento, mas já foram sinalizadas contratações temporárias.

O comércio, principalmente no setor de vestuário e calçados crescem no desenvolvimento econômico, sendo como um dos setores que mais realizam contratações temporárias no final do ano.

“Além da indústria de calçados e vestuários, móveis, hotéis, bares e restaurantes também acompanham o desenvolvimento econômico gerando renda no mercado movimentando o incremento de mão de obra nesse período”, explicou o diretor em entrevista ao Acorda Cidade.

Ainda segundo o diretor da Casa do Trabalhador, no mês de dezembro já iniciam as vendas de uniformes e materiais escolares, como outra oportunidade de emprego temporário para quem deseja entrar, ou voltar para o mercado de trabalho.

“Em média, 400 a 500 empregos devem ser gerados em Feira de Santana pelas grandes lojas aqui na cidade, envolvendo também trabalhadores sem carteira assinada. Atualmente temos um fluxo de aproximadamente 250 pessoas por dia que nos procuram aqui na casa do trabalhador e neste segundo semestre, cresceu bastante o número de candidatos que estão em busca de emprego, seja do garçom ao operador de telemarketing.”

Para realizar o cadastro na Casa do Trabalhador, o candidato deve comparecer com ao órgão localizando na Rua Castro Alves, Centro. É preciso levar Carteira de Trabalho, RG e CPF.

Matéria escrita pelo estagiário de jornalismo Gabriel Gonçalves sob supervisão da jornalista Andrea Trindade

FONTE: Acorda Cidade 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE