• Bahia e Moçambique trocam experiências sobre desenvolvimento rural

Bahia e Moçambique trocam experiências sobre desenvolvimento rural

05 de agosto de 2019 \\ Geral

Técnicos e dirigentes dos projetos Bahia Produtiva e Sustenta realizaram um intercâmbio em Moçambique para trocar experiências e metodologias exitosas, que estão melhorando a qualidade de vida de agricultores familiares. Durante uma semana, foram discutidas as bases para estabelecer, ainda em 2019, um Acordo de Cooperação Técnica envolvendo os dois projetos, o que permitirá a colaboração nas áreas de tecnologia e inovação, acesso a mercados e agregação de valor de sistemas produtivos da mandiocultura e fruticultura.

Reuniões técnicas, visitas a comunidades e propriedades rurais para conhecimento de processos produtivos e outras ações, como a titulação do direito de uso de terras coletivas, fizeram parte do intercâmbio. O assessor especial do Bahia Produtiva, Ivan Fontes, observou que, assim como o Brasil, a população rural em Moçambique é expressiva, fazendo com que o governo central mantenha em funcionamento ministérios e outros órgãos dedicados ao tema, além de um fundo financeiro substantivo para o apoio à produção de alimentos, segurança alimentar e inclusão produtiva de agricultores familiares.

“Moçambique mantém uma importante particularidade, a terra é considerada meio universal de criação da riqueza e do bem-estar social. O uso e aproveitamento da terra são direitos de todo povo e de propriedade do Estado, não podendo a terra ser vendida, alienada, hipotecada ou penhorada”, enfatizou Fontes.

Para a coordenadora de Monitoramento e Avaliação do Bahia Produtiva, Egla Costa, “os dois projetos vão aproveitar as semelhanças existentes nos seus componentes para estabelecer uma importante cooperação, visando melhorar processos e estratégias de intervenção”. Ainda segundo Egla, estratégias como o reconhecimento e o apoio ao que chamam de Pequeno Agricultor Comercial Emergente (PACE) são bastante interessantes e proporcionaram muitos aprendizados.

O Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional, empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), já financiou 862 projetos, que representam investimento de R$ 287,6 milhões. Já o Projeto Sustenta é executado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável (FNDS) de Moçambique, ligado ao Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural (Midater). Ambos são financiados com recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird-Banco Mundial).

No primeiro semestre desse ano, o intercâmbio foi realizado na Bahia, e a programação incluiu a apresentação das ferramentas, execução, estratégias e instrumentos do Bahia Produtiva, serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater), Alianças Produtivas, sistemas de monitoramento e avaliação de instrumentos de registro, além de visitas de campo a projetos produtivos socioambientais voltados para cadeias produtivas como a da cajucultura e apicultura, nos municípios de Ribeira do Pombal, Banzaê e Tucano.

Fonte: Ascom/SDR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE