• Convênios para fomentar empreendedorismo e inovação na Bahia são assinados por Secti e Sebrae

Convênios para fomentar empreendedorismo e inovação na Bahia são assinados por Secti e Sebrae

15 de julho de 2023 \\ Economia

Apoiar o ecossistema de inovação baiano, bem como o empreendedorismo. Esses são alguns dos objetivos da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em sinergia com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Por isso, as instituições se uniram, nesta sexta-feira (14), em Salvador, para assinar dois convênios com o intuito de construir e executar ações para o fortalecimento do ecossistema baiano de empresas inovadoras. Juntos, os acordos somam o investimento de cerca de R$ 6,4 milhões. Participaram da solenidade o secretário da pasta André Joazeiro, o presidente nacional do Sebrae, Décio Lima, o diretor superintendente do Sebrae, Jorge Khoury, e demais autoridades.

Com investimento de R$ 3,6 milhões, o primeiro convênio é focado na cultura de startup. A intenção é sensibilizar e movimentar o ecossistema de inovação de, pelo menos, 20 municípios e fazer, nessas cidades, pequenos “summits”, que são eventos de empreendedorismo e inovação que reúnem líderes e especialistas para discutir sobre os temas. O resultado vai culminar no Bahia Tech Experience (BTX), no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, nos dias 28, 29 e 30 de setembro. Será o primeiro grande evento de inovação e empreendedorismo da Bahia.

Já o segundo contrato, que tem o investimento de R$ 2,8 milhões, é sobre mapeamento de ecossistemas locais de empreendedorismo e inovação. A ideia é identificar, inicialmente, atores de inovação que estão em seis cidades: Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Camaçari, Ilhéus, Entre Rios e Alagoinhas. O objetivo é reconhecer quem é o ator, como ele se relaciona, e, a partir disso, trabalhar em rede e conduzir o desenvolvimento econômico sustentável da região. O mapeamento ainda servirá de base para outro projeto, que irá direcionar os planos de implementação de novos Parques Tecnológicos.

O secretário da Secti, André Joazeiro, destaca que o intuito da parceria é fortalecer o empreendedorismo no interior do Estado. “A longo prazo, essas pequenas empresas serão aceleradas para que se tornem grandes empresas e o desenvolvimento econômico aconteça no interior, não com base em atração de indústria, mas sim com criação, fixação e crescimento dessas indústrias já na ponta. Isso vai acontecer no interior dessa forma. Associar nossa produção da agricultura com a produção industrial para desenvolver toda a cadeia e aumentar o recurso que chega no município, fazendo crescer a economia”.

O presidente do Sebrae, Décio Lima, destacou que o Sebrae Nacional está junto com o Sebrae da Bahia para dar suporte e apoio em parcerias como a firmada com a Secti. “Estamos aqui para ampliar o ativismo já existente e consolidar ainda mais a atuação do Sebrae baiano no estado. Estamos aqui para ajudar na geração de emprego e renda. A natureza do Sebrae é de parcerias e as políticas que realizamos serão levadas para todos os municípios do estado”, enfatiza.

Para o diretor superintendente do Sebrae, Jorge Khoury, a parceria com o Estado da Bahia é importante para chegar nos micros e pequenos empreendedores. ”O Sebrae tem um trabalho muito grande voltado para os pequenos negócios e à inovação no estado como um todo. Logicamente, qualquer parceria é significativa. Quando essa parceria é do Governo do Estado, o resultado é muito maior. Nós temos certeza que é um primeiro passo de um grande trabalho. Eu falei junto com o governador Jerônimo, o secretário André Joazeiro, e eu tenho certeza que isso vai proliferar a fim de que possamos, cada vez mais, estar dando a mão aos pequenos negócios”, diz.


Fonte: Ascom/Secti


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia.