Seja você a mudança

28 de setembro de 2015 \\ O Bispo

Com o tema “Seja Você a Mudança”, está acontecendo, em todo o Brasil, a Semana Nacional do Trânsito, com o objetivo de conscientizar a população a ter mais prudência no volante. Em Feira de Santana, com o aumento de número de carros e motos, os acidentes de trânsito cresceram mais de 40% nos últimos anos.

O BRASIL gasta cerca de R$ 5 bilhões por ano em acidentes de trânsito. Com esse dinheiro poderia construir 600 mil casas populares ou fazer chegar água potável a um quinto das 4,2 milhões de moradias que não possuem esse serviço. Mais grave do que o prejuízo financeiro, porém, é a invalidez ou a morte de dezenas de milhares de pessoas, vítimas, na quase totalidade dos casos, da imprudência nas ruas e estradas.

HÁ UMA SÉRIE de fatores de difícil avaliação ao se medir as conseqüências da tragédia brasileira no trânsito. Como dimensionar a dor de pessoas que ficam inválidas para o resto da vida? Ou a de parentes e amigos de mortos? A tristeza, nesse caso, se alastra por um universo de milhões de pessoas. O que foi feito para o bem do homem, o automóvel, acaba se transformando em instrumento de morte. Se o perigo existe, é preciso ter cuidado.

A MAIOR parte dos acidentes de trânsito tem como causa o próprio motorista. Os carros modernos oferecem boas condições de segurança. Outra parcela de culpa, para tantos acidentes automobilísticos, deve ser credenciada às rodovias brasileiras. Muitas estradas estão cheias de curvas, buracos e asfaltamento em péssimas condições.

O QUE FAZER para melhorar o trágico e assassino trânsito brasileiro? Há muito por ser feito. Pensamos tratar-se, fundamentalmente, de uma questão de mudança da mentalidade que deve começar em cada um de nós. Essa mudança somente vai acontecer através da Educação. Educação dos motoristas, educação dos pedestres e educação para que tenhamos mais consciência do valor da vida humana.

AMIGO motorista! Lembra-te: A velocidade não encurta distâncias, mas encurta  vidas. Melhor tarde em casa do que cedo no cemitério. Faça do seu automóvel um instrumento de vida e não de morte. Se você gosta dos seus filhos, não atropele os filhos dos outros. Leve sempre como companheira de viagem a virtude da prudência. A vida é um presente de Deus. É hora de darmos mais valor à nossa vida e à vida da esposa, dos filhos, e dos amigos, por isso, “Seja Você a Mudança”.


O Bispo