•  José de Arimateia apresenta balanço do primeiro semestre de 2019

José de Arimateia apresenta balanço do primeiro semestre de 2019

08 de julho de 2019 \\ Geral

Um semestre marcado por compromisso, trabalho assíduo e transparência. Dessa forma, o deputado estadual José de Arimateia (PRB), classificou as suas atividades do primeiro semestre de 2019. Mesmo no período de recesso na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o republicano que está cumprindo o seu quarto mandato no Parlamento Baiano teve a iniciativa de preparar para os baianos uma prestação de contas.


Segundo José de Arimateia, a retrospectiva é fundamental, pois para ele naturalmente provoca uma avaliação crítica e sugestões futuras para os meses consecutivos de 2019. “Tivemos um semestre positivo de trabalho e pretendo evoluir ainda nas bandeiras que defendo, especialmente no cumprimento de políticas públicas para os idosos e finalmente a implantação do Conselho Municipal do Idoso e o Fundo Estadual do Idoso. Continuarei também trabalhando com afinco pela democratização da saúde, pelas questões voltadas ao meio ambiente e direitos dos animais”, garantiu.


Retrospectiva – No setor da saúde, o parlamentar, que sempre demonstrou preocupação com os serviços de acesso à saúde, promoveu ações pelo Maio Roxo, com a finalidade de marcar o mês de conscientização sobre o Lúpus, enfatizado anualmente, em âmbito mundial, em 10 de maio. O ato ocorreu no saguão principal da ALBA, e contou com a presença da Organização Lúpicos Organizados da Bahia (LOBA). A enfermidade crônica autoimune, caracterizada por inflamações na pele, articulações, olhos, rins, cérebro, coração e pulmões, acomete aproximadamente três mil indivíduos no estado Bahia e mais de 1500 na capital baiana.

“Durante oito anos tenho acompanhado a dura realidade desses pacientes. Essa mobilização teve o objetivo de provocar as autoridades e profissionais de saúde sobre o assunto em questão, pois é de extrema relevância estimular o conhecimento e conscientização, porque muita gente ainda desconhece o assunto”, ressaltou Arimateia.


O deputado Arimateia, que também luta pelos direitos dos animais, realizou pelo sétimo ano consecutivo, uma ação para marcar o Dia Nacional dos Animais, celebrado todos os anos no dia 14 de março. Ele foi o primeiro parlamentar a fazer uma ação semelhante antes em uma Casa Legislativa do Brasil. Diante da repercussão das mobilizações anteriores, o republicano levou o tema para a comunidade soteropolitana como forma de informar todos que transitaram pelo bairro do Jardim de Alah, na capital baiana, sobre o gesto de amor e proteção aos animais abandonados em Salvador, que já totaliza em 100 mil.


Segundo informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 44,13% das casas brasileiras têm ao menos um cão em residência, ou seja, a população de cachorros nas casas totaliza 52,2 milhões. Ainda assim, existem cerca de 20 milhões de animais, entre cães e gatos, habitando nas ruas das grandes metrópoles, como exemplifica a Organização Mundial de Saúde (OMS). Preocupado, o parlamentar, idealizou o Projeto de Lei 20444/2013, que obriga o atendimento veterinário gratuito aos animais da população carente em todo o Estado, além de ser o criador da Indicação para a construção de um Hospital Público Veterinário na Bahia.


Atento às questões que envolvem os idosos, o parlamentar tem atuado continuamente. Em abril, o deputado se tornou presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. Com o apoio de 37 deputados, a Frente foi idealizada para servir de instrumento de luta em benefício de uma melhor assistência, longevidade, qualidade de vida e empoderamento do idoso. Para o republicano, uma das maneiras será cada cidade fazer o seu “Dever de Casa”, organizando os seus respectivos Conselhos Municipais do Idoso, assim como criando o Fundo Municipal para essa parcela da população, gerando assim, recursos específicos para ações necessárias. Para unir forças José de Arimateia participou ativamente do lançamento da Frente Parlamentar dos Idosos no Congresso Nacional, Brasília.


José de Arimateia esteve também presente na 4ª edição do Encontro de Presidentes das Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste, o ParlaNordeste. O ato foi realizado no dia sete de junho, deste ano, na sede do Legislativo Baiano, e mais uma vez o parlamentar expressou a sua luta em defesa dos idosos do estado da Bahia. Na ocasião, o republicano, que é presidente da Frente Parlamentar do Idoso, se pronunciou e entregou pessoalmente um Ofício ao deputado estadual pelo estado do Maranhão e presidente do ParlaNordeste, Othelino Neto. O documento solicitou na pauta do evento o incentivo e a orientação para que os municípios do Nordeste implantem o Conselho Municipal e o Fundo Municipal do Idoso, para que seja possível a criação de políticas públicas em benefício dessas pessoas. 


“Darei a minha contribuição como parlamentar para que os direitos da população idosa, que são invioláveis, sejam respeitados e colocados em prática, assim como levarei essas demandas também para outros estados. A partir de agora, essa batalha não é somente de vocês. Ela é nossa!”, garantiu Arimateia.


Outro destaque de atuação parlamentar ocorreu no dia 12 de fevereiro. Nesta data, o deputado José de Arimateia¸ foi eleito por unanimidade e empossado, como presidente da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Casa Legislativa. Ele intensificou os debates de pauta ambiental, através de eventos e visitas In loco, algumas sugeridas pela comunidade baiana.


Neste contexto, como presidente do Colegiado, foram promovidas diversas Audiências Públicas, a exemplo, da real situação do Saneamento Básico no estado, sobre o Rio Utinga, responsável por abastecer pelo menos quatro cidades da Chapada Diamantina, como também a discussão, acerca da contaminação das águas por agrotóxicos em 271 municípios baianos e com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).


Como defensor assíduo da segurança das barragens da Bahia, o deputado Arimateia exerceu um papel importante e ultrapassou as expectativas, pois visitou 13 reservatórios, ou seja, três a mais, pois a Agência Nacional de Águas (ANA) aponta 10 barragens com riscos de rompimento no estado.


O Colegiado vistoriou a Barragem de Araci, a RS1 e RS2, em Camaçari, situada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), a de Afligidos, localizada no município baiano de São Gonçalo dos Campos, a Barragem de Rejeitos Mineração Caraíba S/A, em Jaguarari, a de Apertado, em Mucugê, a de Pinhões, em Juazeiro, a de Cipó, no município de Mirante, a barragem Luiz Vieira, a de Santo Antônio e a de Tabua II, ambas situadas no município de Ibiassucê, a de Zabumbão, no município de Paramirim e o Reservatório de Cariacá, na cidade de Monte Santo. Por iniciativa do deputado José de Arimateia, no segundo semestre deste ano, será realizada a apresentação do relatório final sobre a situação das 13 analisadas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE