• Geilson pede que secretário de educação mostre resultado

Geilson pede que secretário de educação mostre resultado

20 de abril de 2017 \\ Geral

Há 13 meses no comando da pasta da Secretaria de Educação, o senador Walter Pinheiro acumula algumas críticas e a divulgação de dados não satisfatórios no ensino do estado. Dados revelados atualmente, mostram que o número de alunos que concluiu o Ensino Fundamental aos 16 anos em 2015 deveria ter sido de 84,2% - mas foi de 62,3%. E, em decorrência à avaliação negativa na educação, o deputado estadual Carlos Geilson disparou contra o secretário.

“Não há nenhum avanço na melhoria da qualidade do ensino da Bahia, que continua registrando resultados negativos em todas as avaliações feitas sobre a educação no Estado. A situação segue a mesma em todos os níveis de ensino. Do ensino fundamental ao ensino superior. Não se vê melhora. Não se vê avanço. Não se vê resultado positivo. Exceto na propaganda oficial”, criticou o deputado.

De acordo com o parlamentar, a educação da Bahia quando vista nos filmes para a televisão, nos spots para rádio, nos anúncios de jornal, está como a de primeiro mundo. “Mas a realidade, sabemos nós e sabem todos os pais e mães com filhos matriculados na rede estadual de ensino, é bem diferente. Ainda há escolas em péssimas condições físicas. Ainda há falta de professores. Ainda faltam projetos pedagógicos modernos e eficientes. O índice de repetência segue elevado. E o número de crianças que abandonam a escola segue crescente”, alfinetou.

Neste Domingo de Páscoa, a coluna Tempo Presente, assinada pelo jornalista Levi Vasconcelos no jornal A Tarde, trouxe a informação de que o secretário Walter Pinheiro está preparando uma verdadeira revolução na educação da Bahia. Geilson disse que isso o dá um fio de alegria. “Afinal, não basta ser secretário. Tem que trabalhar e mostrar resultado. Esperamos que seja verdade. Desejamos que seja verdade. Torcemos para que seja verdade”, frisou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE