• Prefeito e comandante do CPRL são homenageados no Dia do Exército

Prefeito e comandante do CPRL são homenageados no Dia do Exército

19 de abril de 2017 \\ Geral

O prefeito José Ronaldo de Carvalho e o comandante do policiamento regional leste, coronel Adelmário Xavier, foram homenageados na manhã desta quarta-feira (19) em comemoração ao Dia do Exército. Durante a solenidade, que ocorreu no quartel do 35º Batalhão de Infantaria (35 BI), eles receberam a medalha do Exército, e militares do batalhão foram condecorados com medalhas de honra ao mérito.

O comandante do 35BI, tenente coronel Claudio Eduardo Bouças, destacou a importância dessa data. “Hoje comemoramos o Dia do Exército, e pra isso tivemos que voltar na história lá em Guararapes, 1648, que foi a primeira vez que o negro, o branco e o índio, que se encontravam aqui no Brasil se uniram para combater os invasores holandeses, que tinham uma tropa extremamente preparada, armada e adestrada, mas mesmo assim foram vencidos por aquele espírito de brasilidade que existia ali e ao mesmo tempo nós consideramos como a gênese da instituição do exército brasileiro”.

De acordo com o coronel Eduardo Bouças, os escolhidos para receber a medalha, geralmente, são autoridades e instituições que têm colaborado com a instituição, ajudando a projetar o exército brasileiro, em particular em Feira de Santana, o nome do 35º Batalhão de Infantaria.

O prefeito José Ronaldo agradeceu pela homenagem. “É com muita alegria que eu recebo essa homenagem. Foi uma honra muito grande receber esse convite e normalmente eu compareço às solenidades que acontecem no 35BI e nessa oportunidade o fiz com dupla alegria por ser uma instituição de grande credibilidade na sociedade brasileira.”

O coronel Adelmário Xavier falou de sua satisfação em ser homenageado. “É a satisfação de todo policial militar ter esse reconhecimento pelos serviços prestados, não para o exército brasileiro, mas para a comunidade como um todo. A Polícia Militar é força e reserva auxiliar do exército. Em tempos de guerra a PM passa naturalmente a pertencer o exército e em tempo de paz a gente é auxiliar em tudo aquilo que eles precisam, e em contrapartida, eles nos auxiliam também quando é preciso”, afirmou.

Fonte: Acorda Cidade

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE